Loading
Carol

Folclore e crendice popular dá forma e história à um dragão

  • Home
  • Blog
  • Posts

Em uma vila tranquila conhecida como Porto das Pedras, próxima a São Miguel dos Milagres – Alagoas, além da população amistosa, ruas pacatas e praias lindíssimas, também encontramos mistérios e crendices regionais: o tão comentado e especulado Dragão de Porto de Pedras, vulgo “a calda da serpente”.

Numa capela singela e datada do século XVIII existe mais segredos e mistérios do que qualquer pessoa possa imaginar. Dentro dela está cravada na parede, ao fundo da igreja e de frente para o altar mor, a imagem de um dragão alado.

O dragão que habita uma igreja em Porto de Pedras tem características bem especificas. Com corpo sinuoso, lustroso e de cor preta, o dragão têm um olhar penetrante e dentes pontiagudos dentro de sua enorme e arreganhada boca vermelha cor de fogo.

Segundo historiador local, Jadiesom – que cedeu entrevista para Programa Circuito Alagoas -, afirma que o Dragão se chama “a calda da serpente” e que ele é uma herança holandesa, que ocorreu junto a invasão no século XVIII.

Segundo a lenda, a serpente seria Rio Manguaba, a cabeça é a cidade de Porto Calvo, e a calda representa Porto Pedra. Com a invasão, os holandeses teriam cortado a serpente o meio, contudo, a crendice tem controversas.

Os moradores relatam que em uma outra igreja “Igreja Matriz de Nossa Senhora da Apresentação”, em Porto Calvo existe uma imagem de dragão igual a fera de Porto de Pedras.

Ainda sobre o relato de alguns habitantes regionais, o símbolo seria uma aliança entre as duas cidades que são unidas pelo rio Manguaba. Uma observação interessante sobre esse majestoso rio, é que, ele tem formato de serpente (daí a crendice do dragão) até sua deságua no oceano.

E você, a região onde mora tem alguma lenda, folclore ou crendice local? Conta pra gente nos comentários!

Fotos: Alagoas Brasil NotíciasAlagoas Boreal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *